SUSPENSO

 

O corpo, ao mesmo tempo em que ele representa o peso, no mover-se, no devir revela o que estava suspenso: o leve. As forças se contrapõem e se completam no mover-se, revelando a face dual do Ser.

Entre o peso e a leveza, aquilo que está suspenso.